Matérias em Destaque

MAÇÃ ENVENENADA Maçã envenenada Péricles Capanema Maçã é ótimo. A apple a day keeps the doctor away, garante velho brocardo inglês. Se podre, pode intoxicar, até matar. Vou falar sobre leilão de privatização,...

Leia mais...

Mais um projeto do Senado para plebiscito sobre desarmamento PLD em Foco Coronel Paes de lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=sJ39v9D0Blc&feature=youtu.be

Leia mais...

Próximo REPRODUÇÃO AUTOMÁTICA 2:39 Sobre a proposta... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 21 de set de 2017  Retiram o Projeto de lei de Plebiscito pela revogação do Estatuto do Desarmamento e outro senador...

Leia mais...

O dever de ajudar a Venezuela http://gpsdoagronegocio.blogspot.com.br/ www.ipco.org.br ABIM O dever de ajudar a Venezuela Péricles Capanema O normal seria hoje comentar a sórdida corrupção revelada nos últimos dias. Contudo,...

Leia mais...

Senador propõe plebiscito sobre Estatuto do Desarmamento:... PLD em Foco Coronel paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 13 de set de 2017 Projeto de lei de Plebiscito pela revogação do Estatuto do Desarmamento é inoportuno desnecessário! https://youtu.be/T3MHdAiADYw

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

NATAL NA LUBIANKA

Publicado em: 24-12-2011 | Por: bidueira | Em: CONTOS DE NATAL

0

VEJA O PRIMEIRO VÍDEO. CENAS FILMADAS POR MIM, NO MÊS DE SETEMBRO DE 2011.

LEIA, EM SEGUIDA, A PUNGENTE DESCRIÇÃO DE UM IMAGINÁRIO PRISIONEIRO DA LUBIANKA, NUMA NOITE DE NATAL. TEXTO, NÃO REVISTO, DE PALESTRA DO PROFESSOR PLINIO CORRÊA DE OLIVEIRA, NA NOITE DE 23 DE DEZEMBRO DE 1984. PALAVRAS APLICÁVEIS NOS DIAS DE HOJE, MUITO ESPECIALMENTE, À SITUAÇÃO DE CATÓLICOS PERSEGUIDOS NA CHINA, CORÉIA, CUBA…

ASSISTA, AO FINAL, UM BREVE VÍDEO COM CENAS DO METRO DE MOSCOU.

[…] Do fundo de sua cadeia, de seu isolamento, num lugar onde só o cerca ódio, perseguição, necessidade, tristeza, onde todo momento é de aflição e toda aflição faz nascer mais uma angústia, mais aflição, esse homem, se tem fé, se ajoelha, e diz: “Senhor, é Vosso Santo Natal.” E uma alegria penetra através daquelas pedras intransponíveis, uma alegria penetra através daqueles tetos de cimento terríveis como se fosse o teto de um cárcere enterrado no chão. E o homem reza e ele se lembra: Stille Nacht, Helige Nacht… “Meu Deus não é só o venerável e altamente santo casal que está vigiando. Está aqui também esse prisioneiro. Olhai, meu Deus, para meus pulsos; estão carregados de cadeias. Quando me movo, meu Deus, ouço o arrastar dos ferros no chão. São os ferros que prendem meus pés, são os ferros que baixam dos meus pulsos até o chão, para fazerem barulho enquanto eu ando e avisarem que venham me perseguir como um bicho, e me trancafiar, porque eu não tenho direito de viver fora dessas quatro paredes. Meu Deus, tudo isso é verdade! Quanto tempo ficarei aqui? Também não sei. Uma só coisa  eu sei: é que quando chegar a noite do meu Natal, vós vireis e me chamareis, eu nascerei para o Céu.

Dai-me, eu Vo-lo peço por meio de Nossa Senhora, dai-me coragem até lá. mas, permití que eu repita Vossa oração: “Se for possível, afaste de mim este cálice, fazei com que de um momento para outro venha uma libertação: amanhã eu ouça os passos no corredor de alguém que entra com voz normal e alegre, fala a língua do meu país, chega perto; o carcereiro abre, e é quem? Um adido da embaixada do meu país. Eu fui chamado e o governo soviético me entregou, o avião me espera, dentro de uma hora eu estou voando, a Lubianka está longe. Ah!

“Meu Deus, depende de Vós que isto se realize, porque Vós podeis fazer tudo. E Vós que fizestes com que São Pedro Armengol ficasse com a corda em torno do pescoço, Vós podeis fazer com que eu seja o Armengol desse cárcere durante muitos anos. Se quiserdes, fazei-o, mas Vós fizestes voar São Martim de Porres. Meu Deus, mandai um anjo arrebentar as grades e que eu saia voando. Eu não conto para ninguém, eu prometo…” Quanta esperança, quanta alegria, quanta resignação, quanta solidão, quanta dor!

Os senhores já se lembraram de rezar por essas almas perseguidas?

Nossa Senhora prometeu que, se os homens se convertessem, se os homens voltassem atrás naquele caminho de perdição, a Rússia se converteria. E Ela deixou assim, meio entendido, que para o caminho d´Ela se realizar, a Rússia deveria se converter.

Os senhores já pensaram quantas almas há na Rússia esperando essa hora da conversão? Almas na Sibéria, almas em lugares terríveis, sofrendo frios inimagináveis, mas que são as sementes de Deus na Rússia, são as esperanças de Deus na Rússia. Quem sabe se há enjolras ultramontanos ou ultramontanáveis na Rússia? Enjolras católicos trazidos para lá de outras regiões, ou nascidos lá, porque também tem uma parte da população que é católica na Rússia, é uma parte minoritária, mas é católica na Rússia, mandados para a Sibéria, e quem sabe se alguns são destinados a algum dia servir para a TFP!

Não lhes dá vontade de rezar para Nossa Senhora especialmente para eles na Noite de Natal? Dos especialmente atormentados e perseguidos pela Terra e que ainda podem ser de Nossa Senhora? Desses especialmente que estão para além da cortina de ferro e sobre os quais Nossa Senhora vela especialmente, dos quais ela tem o desígnio que um dia ainda sejam da TFP russa, da TFP ucraniana, da TFP finlandesa, da TFP quirguiz, sei lá de que Armênias, de que lugares, desta TFP que eles venham pretender!

Então rezar por esses e assim eles sentirem um brusco alívio, um brusco desafogo, eles não saberão que irmãos deles no longínquo Brasil, que eles devem imaginar quentíssimo, um suadouro permanente, que nesse longínquo e quente Brasil houve almas que rezaram por ele. Um dia, no dia do Juízo se saberá.

 

PLD em Foco – Retrospectiva do Ano

Publicado em: 23-12-2011 | Por: bidueira | Em: PLD em Foco

0

Aprovações de Leis danosas foram evitadas.

Projeto prevê confisco de terras onde houver caça ilegal.

Pueri Concinite, sublime cântico de Natal

Publicado em: 17-12-2011 | Por: bidueira | Em: Família

0

http://www.tfpstudentaction.org/politically-incorrect/restoring-our-culture/pueri-concinite-christmas-carol.html?utm_source=sm&utm_medium=email&utm_content=SAE0103&utm_campaign=MainNewsletter

Mais um projeto de lei para alterar o Estatuto do Desarmamento em desfavor das pessoas de bem

Publicado em: 16-12-2011 | Por: bidueira | Em: PLD em Foco

0

Continua a ação solerte das autoridades, associadas às ONG desarmamentistas, em prejuízo das pessoas comuns que só querem o direito de legítima defesa.
Os atiradores desportivos não se intimidam: criado o Clube de Tiro de Dracena (SP).

 

Plínio Corrêa de Oliveira – 13/12/1908 3/10/1995

Publicado em: 12-12-2011 | Por: bidueira | Em: Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

0

Plinio Corrêa de Oliveira, um homem de Fé, de pensamento – de luta e de acção

Plinio Corrêa de Oliveira nasceu em São Paulo, Brasil, em 13 de dezembro 1908.

Descendia de estirpes tradicionais dos estados de Pernambuco – de onde procedia o seu pai, o advogado João Paulo Corrêa de Oliveira – e de São Paulo, o mais importante estado brasileiro – de onde era a sua mãe, Dª Lucília Ribeiro dos Santos Corrêa de Oliveira.

Fez os seus estudos secundários no Colégio São Luiz, de São Paulo, e diplomou-se em 1930 em ciências jurídicas e sociais na renomada Faculdade de Direito da mesma cidade.

Desde cedo o seu interesse foi despertado pela análise filosófica e religiosa da crise contemporânea.

Em 1928 ingressou no já pujante movimento de jovens das Congregações Marianas, de São Paulo. Em breve tornou-se o principal líder desse movimento em todo o Brasil, destacando-se pelos seus dotes de orador, conferencista e homem de acção.

Em 1933 participou activamente na organização da Liga Eleitoral Católica (LEC), pela qual foi eleito para a Assembleia Federal Constituinte, tendo sido o deputado mais jovem e mais votado de todo o país. Actuou naquela Casa Legislativa como um dos maiores líderes dentre os deputados católicos.

Cessado o seu mandato, dedicou-se ao magistério universitário. Assumiu a cátedra de História da Civilização no Colégio Universitário da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e, mais tarde, tornou-se professor catedrático de História Moderna e Contemporânea nas Faculdades de Filosofia, Ciências e Letras, São Bento e Sedes Sapientiae da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Foi o primeiro presidente da Junta Arquidiocesana da Acção Católica de São Paulo, bem como director do semanário católico Legionário (1935-1947), o qual ocupou um lugar de destaque ímpar na imprensa católica brasileira.

Em 1951 passou a colaborar no prestigioso mensário de cultura Catolicismo. O Prof. Doutor Plinio Corrêa de Oliveira foi o principal colaborador deste órgão, o qual se tornou um dos pólos de pensamento da imprensa católica no Brasil. Colaborou ainda assiduamente, entre os anos de 1968 e 1990, na “Folha de São Paulo”, o quotidiano de maior circulação no estado do mesmo nome.

Fundou e presidiu o Conselho Nacional da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade, TFP, até o seu falecimento, em 3 de outubro de 1995.

O Prof. Plinio Corrêa de Oliveira é autor, também, de catorze livros. Dentre eles destacam-se:

Em Defesa da Acção Católica (1943), com prefácio do então Núncio Apostólico no Brasil, Mons. Aloísio Masella, mais tarde elevado a Cardeal Camerlengo da Santa Igreja. A obra é uma aguda análise dos primórdios da infiltração progressista e esquerdista na Acção Católica; e recebeu calorosa carta de louvor, escrita em nome de Pio XII, por Mons. J. B. Montini, então Substituto da Secretaria de Estado da Santa Sé, e mais tarde Papa Paulo VI.

Revolução e Contra-Revolução (1959). É uma exposição de carácter histórico, filosófico e sociológico da crise do Ocidente, desde o Humanismo, a Renascença e o Protestantismo até aos nossos dias. Esta obra estabelece a relação de causa-efeito entre esses mencionados movimentos e a Revolução Francesa de 1789, a Revolução Russa de 1917 e as transformações pelas quais têm passado o mundo soviético e o Ocidente, até aos nossos dias. Revolução e Contra-Revolução teve quatro edições em português, sete em espanhol, três em italiano, duas em inglês e duas em francês. É o livro de cabeceira de todos os sócios e cooperadores das TFPs e Bureaux TFP.

Acordo com o regime comunista: para a Igreja, esperança ou autodemolição?(1963). Demonstra a iliceidade da coexistência da Igreja com um governo que, embora reconhecendo a liberdade de culto, lhe proíba ensinar que não é lícito abolir a propriedade privada. A obra foi objecto de uma carta de louvor da Sagrada Congregação dos Seminários e Universidades, assinada pelo Cardeal Giuseppe Pizzardo, Prefeito deste Dicastério Romano. Na carta, aquele alto órgão da Santa Sé declara a doutrina exposta pelo autor um “eco fidelíssimo” do ensinamento pontifício. O livro teve trinta e seis edições e está traduzido em alemão, espanhol, francês, húngaro, inglês, italiano e polaco. Foi também transcrito na íntegra em trinta e oito jornais ou revistas de treze países.

Tribalismo indígena, ideal comuno-missionário para o Brasil no século XXI (1977). A obra denuncia uma nova investida do progressismo no Brasil: a neomissiologia comuno-estruturalista. E prevê, com 15 anos de antecedência, as principais doutrinas e tendências comuno-ecologistas manifestadas na ECO-92 do Rio.

O socialismo autogestionário em vista do comunismo: barreira ou cabeça de ponte? (1981). Ampla exposição e análise crítica do programa autogestionário de Mitterrand, então recém eleito Presidente da República Francesa. Esse trabalho – endossado e divulgado em nome próprio pelas treze TFPs então existentes – foi estampado na íntegra em 45 diários de maior circulação de 19 países da América, Europa e Oceania. Um substancioso resumo do mesmo foi publicado em 49 países dos cinco continentes, em treze idiomas. Assim, a difusão do documento atingiu uma tiragem total de 33,5 milhões de exemplares.

Entre outras obras do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, é indispensável mencionar o conhecido manifesto Comunismo e anticomunismo na orla da última década deste milénio(1990), publicado em 58 periódicos de 19 nações. O documento constitui uma impressionante interpelação histórica a quantos contribuíram para criar e sustentar no Oriente e no Ocidente o profundo opróbrio de um grande conjunto de nações, assim como àqueles que pretenderam conduzir empenhadamente as suas respectivas pátrias a um terrível cativeiro como o implantado na Rússia, China e seus satélites.

*  *  *

Como intelectual, além de mestre da doutrina contra-revolucionária de todas as TFPs e entidades congéneres, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira ocupou um lugar de inegável destaque no panorama internacional como líder e orientador, na nossa época de realizações e de crises, de apreensões e de catástrofes.

No plano da acção, a sua grande obra foi a fundação – ocorrida em São Paulo em 1960 – e a direcção da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP).

O seu ensaio Revolução e Contra-Revolução, inspirou a fundação de TFPs ou Bureaux-TFP em 24 países, nos cinco continentes, entidades congéneres e autónomas da TFP brasileira.

Abertura da Feira de Natal em Frankfurt

Publicado em: 10-12-2011 | Por: bidueira | Em: Nova et Vetera

0

No dia 23 de novembro último, Frankfurt festejou a abertura de sua tradicional Feira de Natal, cuja origem remonta a 1393.

Segue abaixo um vídeo filmado por um amigo, na praça do Römer, no centro da cidade alemã, para que nossos leitores possam desde já prepararem suas almas para a beleza e a alegria que transcende da festa natalina de Cristo. 

PS: Naquelas belas construções que aparecem atrás a árvore de natal, atual prefeitura, eram coroados os imperadores do Sacro Império Romano Alemão.

Do blog Sou Conservador sim e daí? Autor: Edson Carlos de Oliveira

 

Líder desarmamentista da favela da Rocinha, pertencente a Viva Rio, era traficante de armas

Publicado em: 10-12-2011 | Por: bidueira | Em: PLD em Foco

0

William de Oliveira, lider comunitario na favela da Rocinha, considerado lider na luta pelo desarmamento pertencente a ONG Viva Rio, era traficante de armas.
Fotografia exibida no vídeo, mostra esse indivíduo sendo premiado pelo dr. Denis Misney da outra ONG desarmamentista Instituto Sou da Paz. mais

PLD em Foco – Família resiste a invasão de residência

Publicado em: 03-12-2011 | Por: bidueira | Em: PLD em Foco

0

1. Aniversário da Rota, Batalhão Tobias de Aguiar. Assume o novo comandante,  Ten. Cel. Madia. 
2. Bandidos invadem residência. Dois foram mortos e um terceiro fugiu. Vale a pena reagir. 
3. “Audiência pública” na Assembléia Legislativa de São Paulo sobre o porte de armas para atiradores, caçadores e colecionadores.