Matérias em Destaque

Nunes Marques interrompe, mediante pedido de vista,... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=olvwMBxeUU8 Nunes Marques interrompe, mediante pedido de vista, as principais ações antiarmas em curso no STF

Leia mais...

Mais um projeto de lei equivocado para modificar o... Pela Legitima Defesa Cel. Paes de lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=tSzpv6N5ui8

Leia mais...

Idoso defende o lar e repele roubo. Enquanto isso,... PLD em foco Cel. Pes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=OP81V6lfdCQ

Leia mais...

Entram em vigor (ou não!?) novos decretos regulamentadores... Pela Legitima Defesa em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.pelalegitimadefesa.org.br/npld/

Leia mais...

Voto de semideus não surpreende, embora nos indigne:... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=hQLuF6YRL4I Voto de semideus não surpreende, embora nos indigne: é o mecanismo de anulação do Executivo em ação

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

Pl??nio Corr??a de Oliveira – 13/12/1908 3/10/1995

Publicado em: 12-12-2011 | Por: bidueira | Em: Instituto Plinio Corr??a de Oliveira

0

Plinio Corr??a de Oliveira, um homem de F??, de pensamento ??? de luta e de ac????o

Plinio Corr??a de Oliveira nasceu em S??o Paulo, Brasil, em 13 de dezembro 1908.

Descendia de estirpes tradicionais dos estados de Pernambuco ??? de onde procedia o seu pai, o advogado Jo??o Paulo Corr??a de Oliveira ??? e de S??o Paulo, o mais importante estado brasileiro ??? de onde era a sua m??e, D?? Luc??lia Ribeiro dos Santos Corr??a de Oliveira.

Fez os seus estudos secund??rios no Col??gio S??o Luiz, de S??o Paulo, e diplomou-se em 1930 em ci??ncias jur??dicas e sociais na renomada Faculdade de Direito da mesma cidade.

Desde cedo o seu interesse foi despertado pela an??lise filos??fica e religiosa da crise contempor??nea.

Em 1928 ingressou no j?? pujante movimento de jovens das Congrega????es Marianas, de S??o Paulo. Em breve tornou-se o principal l??der desse movimento em todo o Brasil, destacando-se pelos seus dotes de orador, conferencista e homem de ac????o.

Em 1933 participou activamente na organiza????o da Liga Eleitoral Cat??lica (LEC), pela qual foi eleito para a Assembleia Federal Constituinte, tendo sido o deputado mais jovem e mais votado de todo o pa??s. Actuou naquela Casa Legislativa como um dos maiores l??deres dentre os deputados cat??licos.

Cessado o seu mandato, dedicou-se ao magist??rio universit??rio. Assumiu a c??tedra de Hist??ria da Civiliza????o no Col??gio Universit??rio da Faculdade de Direito da Universidade de S??o Paulo e, mais tarde, tornou-se professor catedr??tico de Hist??ria Moderna e Contempor??nea nas Faculdades de Filosofia, Ci??ncias e Letras, S??o Bento e Sedes Sapientiae da Pontif??cia Universidade Cat??lica de S??o Paulo.

Foi o primeiro presidente da Junta Arquidiocesana da Ac????o Cat??lica de S??o Paulo, bem como director do seman??rio cat??lico??Legion??rio??(1935-1947), o qual ocupou um lugar de destaque ??mpar na imprensa cat??lica brasileira.

Em 1951 passou a colaborar no prestigioso mens??rio de cultura??Catolicismo. O Prof. Doutor Plinio Corr??a de Oliveira foi o principal colaborador deste ??rg??o, o qual se tornou um dos p??los de pensamento da imprensa cat??lica no Brasil. Colaborou ainda assiduamente, entre os anos de 1968 e 1990, na ???Folha de S??o Paulo???, o quotidiano de maior circula????o no estado do mesmo nome.

Fundou e presidiu o Conselho Nacional da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradi????o, Fam??lia e Propriedade, TFP, at?? o seu falecimento, em 3 de outubro de 1995.

O Prof. Plinio Corr??a de Oliveira ?? autor, tamb??m, de catorze livros. Dentre eles destacam-se:

Em Defesa da Ac????o Cat??lica??(1943), com pref??cio do ent??o N??ncio Apost??lico no Brasil, Mons. Alo??sio Masella, mais tarde elevado a Cardeal Camerlengo da Santa Igreja. A obra ?? uma aguda an??lise dos prim??rdios da infiltra????o progressista e esquerdista na Ac????o Cat??lica; e recebeu calorosa carta de louvor, escrita em nome de Pio XII, por Mons. J. B. Montini, ent??o Substituto da Secretaria de Estado da Santa S??, e mais tarde Papa Paulo VI.

Revolu????o e Contra-Revolu????o??(1959). ?? uma exposi????o de car??cter hist??rico, filos??fico e sociol??gico da crise do Ocidente, desde o Humanismo, a Renascen??a e o Protestantismo at?? aos nossos dias. Esta obra estabelece a rela????o de causa-efeito entre esses mencionados movimentos e a Revolu????o Francesa de 1789, a Revolu????o Russa de 1917 e as transforma????es pelas quais t??m passado o mundo sovi??tico e o Ocidente, at?? aos nossos dias. Revolu????o e Contra-Revolu????o teve quatro edi????es em portugu??s, sete em espanhol, tr??s em italiano, duas em ingl??s e duas em franc??s. ?? o livro de cabeceira de todos os s??cios e cooperadores das TFPs e Bureaux TFP.

Acordo com o regime comunista: para a Igreja, esperan??a ou autodemoli????o?(1963). Demonstra a iliceidade da coexist??ncia da Igreja com um governo que, embora reconhecendo a liberdade de culto, lhe pro??ba ensinar que n??o ?? l??cito abolir a propriedade privada. A obra foi objecto de uma carta de louvor da Sagrada Congrega????o dos Semin??rios e Universidades, assinada pelo Cardeal Giuseppe Pizzardo, Prefeito deste Dicast??rio Romano. Na carta, aquele alto ??rg??o da Santa S?? declara a doutrina exposta pelo autor um ???eco fidel??ssimo??? do ensinamento pontif??cio. O livro teve trinta e seis edi????es e est?? traduzido em alem??o, espanhol, franc??s, h??ngaro, ingl??s, italiano e polaco. Foi tamb??m transcrito na ??ntegra em trinta e oito jornais ou revistas de treze pa??ses.

Tribalismo ind??gena, ideal comuno-mission??rio para o Brasil no s??culo XXI??(1977). A obra denuncia uma nova investida do progressismo no Brasil: a neomissiologia comuno-estruturalista. E prev??, com 15 anos de anteced??ncia, as principais doutrinas e tend??ncias comuno-ecologistas manifestadas na ECO-92 do Rio.

O socialismo autogestion??rio em vista do comunismo: barreira ou cabe??a de ponte???(1981). Ampla exposi????o e an??lise cr??tica do programa autogestion??rio de Mitterrand, ent??o rec??m eleito Presidente da Rep??blica Francesa. Esse trabalho ??? endossado e divulgado em nome pr??prio pelas treze TFPs ent??o existentes ??? foi estampado na ??ntegra em 45 di??rios de maior circula????o de 19 pa??ses da Am??rica, Europa e Oceania. Um substancioso resumo do mesmo foi publicado em 49 pa??ses dos cinco continentes, em treze idiomas. Assim, a difus??o do documento atingiu uma tiragem total de 33,5 milh??es de exemplares.

Entre outras obras do Prof. Plinio Corr??a de Oliveira, ?? indispens??vel mencionar o conhecido manifesto??Comunismo e anticomunismo na orla da ??ltima d??cada deste mil??nio(1990), publicado em 58 peri??dicos de 19 na????es. O documento constitui uma impressionante interpela????o hist??rica a quantos contribu??ram para criar e sustentar no Oriente e no Ocidente o profundo opr??brio de um grande conjunto de na????es, assim como ??queles que pretenderam conduzir empenhadamente as suas respectivas p??trias a um terr??vel cativeiro como o implantado na R??ssia, China e seus sat??lites.

*?? *?? *

Como intelectual, al??m de mestre da doutrina contra-revolucion??ria de todas as TFPs e entidades cong??neres, o Prof. Plinio Corr??a de Oliveira ocupou um lugar de ineg??vel destaque no panorama internacional como l??der e orientador, na nossa ??poca de realiza????es e de crises, de apreens??es e de cat??strofes.

No plano da ac????o, a sua grande obra foi a funda????o ??? ocorrida em S??o Paulo em 1960 ??? e a direc????o da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradi????o, Fam??lia e Propriedade (TFP).

O seu ensaio??Revolu????o e Contra-Revolu????o, inspirou a funda????o de TFPs ou Bureaux-TFP em 24 pa??ses, nos cinco continentes, entidades cong??neres e aut??nomas da TFP brasileira.

Os comentários estão fechados.