Matérias em Destaque

Extorsão Indígena Extorsão indígena 7 de abril de 2019 Eugenio Trujillo Villegas* O sudoeste da Colômbia continua inexplicavelmente paralisado, situação que persiste há quase um mês. O exército, a polícia,...

Leia mais...

Anemia do abril vermelho Anemia do abril vermelho  Péricles Capanema  Desde 1997 o MST promove o abril vermelho. Financiado com dinheiro público, o gigantesco show de agitações reclamou sempre a radicalização da reforma...

Leia mais...

Ponto Fora da Curva Péricles Capanema Virou coringa a expressão “ponto fora da curva”, tem sido empregada nas mais diferentes acepções. Umas lisonjeiras; outras, nem tanto, envolvem censura, às vezes até carregam...

Leia mais...

Mortes por “overdose” de drogas nos Estados Unidos:... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Mortes por “overdose” de drogas nos Estados Unidos: chacina crescente, sem pólvora e sem projéteis https://www.youtube.com/watch?v=swxJ0Chsjdg&feature=push-sd&attr_tag=4rWs0VLrNgvjvcqb%3A6

Leia mais...

Projetos de lei sobre armas e legítima defesa, plenos... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Publicado em 28 de mar de 2019 Projetos de lei sobre armas e legítima defesa, plenos de boas intenções, padecem de enganos graves. https://www.youtube.com/watch?v=ai71hGHhzmY  

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

Colômbia: narcoterrorismo e crime progridem, infiltrando o Judiciário

Publicado em: 25-01-2012 | Por: bidueira | Em: Política Internacional

0

O ressurgimento do narcoterrorismo, do sequestro, da extorsão e de ataques contra povoados em que até crianças são assassinadas ou recrutadas à força pelos bandos comuno-guerrilheiros e criminosos na Colômbia só é possível pela “deterioração do sistema da Justiça”. 

Enrique Gómez Hurtado, ex-presidente do Senado da Colômbia

A denúncia está contida em carta enviada por Enrique Gómez Hurtado, ex-presidente do Senado da Colômbia, e Rafael Nieto Navia, ex-magistrado da Corte Interamericana de Direitos Humanos e do Tribunal Penal Internacional, à presidente da Comissão de Assuntos Exteriores da Câmara de Representantes dos EUA, Ileana Ros-Lehtinen, tendo sido noticiada pelo “The Wall Street Journal Americas”

“Levantamos a voz de alarma para advertir contra a infiltração de agentes [do narcoterrorismo] em nosso sistema judicial, e também em ONGs onde, sob o disfarce da defesa dos direitos humanos, apoiam iniciativas que visam atacar as instituições democráticas”.

As extraordinárias acusações apontam claros erros dos juízes, só explicáveis por um dissimulado apriorismo ideológico pró-comunista. 

Como “caso emblemático” os autores mencionam a condenação de dois oficiais do Exército pela sua participação no resgate de reféns do Palácio de Justiça de Bogotá, em 1985, durante uma tentativa de golpe de Estado narcoguerrilheiro.

Naquela ocasião o movimento guerrilheiro M-19, com financiamento do narcotraficante Pablo Escobar, invadiu a Corte Suprema de Justiça, sequestrou mais de 200 pessoas e tocou fogo nos documentos da Corte. Houve dezenas de mortos. O comandante de Brigada do Exército, Jesús Armando Arias, e o coronel Alfonso Plazas foram tratados como heróis, e o M-19 condenado judicialmente pelo terrível ataque.

Mas a esquerda não se deu por vencida. Um falso testemunho, apresentado por um sacerdote jesuíta notório pelas suas pregações de esquerda, foi então recusado. Mas, em 2007, outra falsa declaração juramentada foi usada como base para condenar o coronel Plazas e o general Arias.

Soldados salvam funcionários da Justiça. O Judiciário infiltrado inverte realidade, denunciam

Embora tenha ficado provado que o depoimento fora falso, um tribunal de três juízes em Bogotá manteve a condenação dos heróis. E não se tratou de um caso isolado. Com base em testemunhos pouco fiáveis, mas considerados bons pelos tribunais, centenas de militares colombianos já foram condenados.

O marido da Fiscal Geral da Nação, Viviane Morales, é um antigo membro do M-19 e ex-assessor do ELN e de paramilitares, informa o “Wall Street Journal”. Ele passou anos em contato com as pessoas que sua mulher devia investigar.

Porém, foi a Corte Suprema da Colômbia que escolheu a Viviane Morales para Fiscal Geral. O mesmo tribunal vem tomando decisões incompreensíveis do ponto de vista do Direito, sempre favorecendo as FARC ou os fatores de dissolução da família e da sociedade.

Se os autorizados signatários da carta – Drs. Gómez e Nieto – têm razão, fica patente que a narcoguerrilha marxista derrotada no combate, está triunfando pela infiltração de seus agentes no Judiciário. 

Nesse caso, dizem os autores, a Colômbia não ganhou de maneira alguma a guerra contra a droga e a subversão marxista. 

Os terroristas só trocaram de trincheira, conclui o jornal americano, e o uniforme pela toga. 

Onda de chefes esquerdistas com câncer: a culpa é dos EUA?, da “espada de Bolívar” ou do próprio Deus?

Publicado em: 17-01-2012 | Por: bidueira | Em: Política Internacional

Tags:

0

Em mais um exibicionismo de retórica anti-americana e pró-comunista, o presidente venezuelano Hugo Chávez aventou a hipótese de os EUA estarem inoculando câncer nos líderes latino-americanos, informou a agência Reuters.

Ele falou logo depois do anúncio de um não comprovado câncer da presidente da Argentina, Cristina Fernández, viúva de Kirchner.

Enquanto se debate num avançado estágio da doença, para justificar sua hipótese o ditador apelou à suposição de que os EUA “tenham elaborado a tecnologia necessária para provocar o câncer sem que ninguém soubesse do recurso até agora”.

Veja mais em Onda de chefes esquerdistas com câncer: a culpa é dos EUA?, da “espada de Bolívar” ou do próprio Deus?

Cruzada pela Família perto do Congresso Nacional – contra o aborto e a ditadura homossexual

Publicado em: 09-01-2012 | Por: bidueira | Em: Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

1

Veja, no vídeo abaixo, o início da caravana Cruzada pela Família, que está percorrendo o território nacional para mobilizar todos os que defendem a família e o futuro moral de nosso filhos.

No contato direto com a população, os caravanistas estão provando mais uma vez como a opinião pública desaprova maciçamente a agenda do movimento homossexual e o aborto.

O movimento abortista e homossexual só sobrevivem porque têm atrás de si vários setores do governo e, sobretudo, a grande mídia e a omissão inexplicável de certos religiosos.