Matérias em Destaque

Nunes Marques interrompe, mediante pedido de vista,... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=olvwMBxeUU8 Nunes Marques interrompe, mediante pedido de vista, as principais ações antiarmas em curso no STF

Leia mais...

Mais um projeto de lei equivocado para modificar o... Pela Legitima Defesa Cel. Paes de lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=tSzpv6N5ui8

Leia mais...

Idoso defende o lar e repele roubo. Enquanto isso,... PLD em foco Cel. Pes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=OP81V6lfdCQ

Leia mais...

Entram em vigor (ou não!?) novos decretos regulamentadores... Pela Legitima Defesa em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.pelalegitimadefesa.org.br/npld/

Leia mais...

Voto de semideus não surpreende, embora nos indigne:... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=hQLuF6YRL4I Voto de semideus não surpreende, embora nos indigne: é o mecanismo de anulação do Executivo em ação

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

Eduardo Saboia desmente Dilma – por Ricardo Noblat

Publicado em: 30-08-2013 | Por: bidueira | Em: PT, SITUA????O NACIONAL

0

C??o que ladra, n??o morde e o diplomata Eduardo Saboia desmente Dilma. – Ali??s, DILMA MENTE quando diz que esteve presa no DOI-CODI: ela nunca esteve no DOI-CODI que foi criado quando ela j?? estava no pres??dio Tiradentes

Quem deveria sentar no banco dos r??us

Finalmente apareceu algu??m sem medo de confrontar a presidente da Rep??blica????o diplomata Eduardo Saboia, c??rebro da opera????o??que resultou na retirada da Bol??via do senador Roger Pinto Molina, refugiado em nossa embaixada de La Paz h?? mais de 450 dias.
O Brasil acatara o pedido de asilo pol??tico dele, que denunciara autoridades do seu pa??s por envolvimento com narcotr??fico. A Bol??via negara o salvo-conduto para que Roger deixasse o pa??s em seguran??a sob a acusa????o de que ?? corrupto.

Saboia disse que Roger n??o podia receber visitas.??Nem circular dentro do pr??dio da embaixada. Nem se comunicar com a fam??lia. Nem tomar banho de sol.??Uma autoridade do governo boliviano comentou certa vez que ele ficaria ali at?? morrer.??– Voc?? imagina ir todo dia para o seu trabalho e ter uma pessoa trancada num quartinho do lado, que n??o sai? A?? vem o advogado e diz que voc?? ser?? respons??vel se ele se matar. Eu me sentia como se fosse o carcereiro dele, como se eu estivesse no DOI-Codi.

Presidente da Rep??blica n??o bate-boca com funcion??rio de escal??o inferior.??Dilma bateu ao dizer ter provado da desumanidade dos DOI-CODIs. E que a dist??ncia que os separava das condi????es de vida na embaixada de La Paz equivalia ?? dist??ncia entre c??u e inferno.??O dia sequer terminara e Saboia j?? replicava Dilma.??“Eu que estava l??, eu que posso dizer. O carcereiro era eu. Ningu??m mais viu aquela situa????o”,??respondeu.

Desautorizou a presidente, portanto.??E sugeriu que ela nada poderia falar a respeito porque simplesmente n??o estava l??.??[Dilma ?? MENTIROSA NATA;??S?? neste epis??dio??ELA MENTE DUAS VEZES:??
a)??MENTE quando diz que esteve presa no DOI-CODI??– quando o DOI-CODI foi criado ela j?? estava cumprindo pena no pres??dio Tiradentes; Dilma foi presa pela OBAN.
b)??MENTE tamb??m??quando compara as condi????es do c??rcere privado de Roger Molina com qulauer outro tipo de confinamento – j?? que ela n??o esteve no local que serviu, por 455 dias, de pris??o para o senador boliviano.]

Nenhum ministro, senador, deputado ou presidente de um dos poderes da Rep??blica foi t??o longe em rela????o a Dilma quanto Saboia,??um mero encarregado de neg??cios que respondia por uma embaixada de segunda classe na aus??ncia do embaixador.??Mas, de duas, uma. Dilma e o bando de assessores que a cercam n??o prestaram aten????o no que afirmou Saboia. Ou prestaram, mas a presidente quis bancar a esperta e mudar o foco da discuss??o sobre o traslado do senador. At?? este momento, a discuss??o ?? favor??vel a Saboia.
Recapitulemos. Disse Saboia: ???Eu me sentia como se fosse o carcereiro dele, como se eu estivesse no DOI-Codi???. Era Saboia, bancando o carcereiro, quem se sentia como se estivesse no DOI-CODI.??N??o disse que o senador enfrentava condi????es semelhantes ??s dos DOI-CODIs.

As palavras ditas por Dilma:?????Eu estive no DOI-Codi, eu sei o que ?? o DOI-Codi. E asseguro a voc??s que ?? t??o distante o DOI-Codi da embaixada brasileira l?? em La Paz (Bol??via) como ?? distante o c??u do inferno???.??Em resumo: Saboia disse uma coisa. Dilma, outra.????No ??ltimo s??bado, ao ficar sabendo que Roger chegara a Corumb?? depois de rodar mais de mil e quinhentos quil??metros dentro de um carro da embaixada acompanhado por Saboia e dois fuzileiros navais,??Dilma s?? faltou escalar as paredes do Pal??cio da Alvorada.Cobrou a demiss??o imediata de Saboia ao ministro Antonio Patriota, das Rela????es Exteriores.??Patriota estava em S??o Paulo pronto para viajar ?? Finl??ndia. Dilma foi grosseira com ele, como de h??bito. Mandou que retornasse a Bras??lia.??E o demitiu em seguida.

A indigna????o de Dilma tem a ver com duas coisas. A primeira: ela ficou mal diante do presidente Evo Morales.??Que acusou o Brasil de desrespeitar tratados internacionais ao providenciar a fuga de Roger sem que ele tivesse obtido antes um salvo-conduto.
A segunda coisa:??Dilma tem medo de que reste provada a neglig??ncia do governo brasileiro no caso do senador boliviano.??Saboia tem como provar a neglig??ncia. E para evitar que o governo tente por um fim em sua carreira diplom??tica de mais de 20 anos, est?? disposto a provar.??– Eu perguntava da comiss??o bilateral para resolver a quest??o do senador, e as pessoas me diziam: “Olha, aqui [no Brasil] ?? empurrar com a barriga.”.??Tenho e-mails dizendo:??”A gente sabe que ?? um faz de conta, eles fingem que est??o negociando e a gente finge que acredita”.

Tem um filme na pra??a chamado?????Hannah Arendt???. Conta a hist??ria do julgamento em Jerusal??m do carrasco nazista Adolf Eichmann. E da cobertura do julgamento feita para a revista americana The New Yorker pela fil??sofa judia de origem alem?? Hannah Arendt.
A teoria da?????banalidade do mal?????come??ou a nascer ali quando Hannah se convenceu de que Eichmann, de fato, n??o se sentia respons??vel pela morte de milh??es de judeus. Ele n??o se cansou de repetir em sua defesa: apenas cumprira ordens.

Ningu??m ordenou que Saboia tentasse salvar a vida do senador boliviano que amea??ava se matar,??segundo atestados m??dicos.??Mas sentindo-se respons??vel por ele, Saboia decidiu em certo momento obedecer ao que mandava a sua pr??pria consci??ncia.??Alguns dias antes de faz??-lo, despachou para o Itamaraty uma mensagem antecipando o que iria se passar.??A resposta foi o sil??ncio.??Quem por aqui se lixava para a sorte do senador boliviano? Quem em La Paz se lixava?

Por neglig??ncia, omiss??o e desumanidade, Saboia n??o poder?? ser punido.??N??o dever?? ser punido.??N??o merece ser punido.??Por tais crimes s??o outros que deveriam sentar no banco dos r??us.

Fonte:??Blog do Noblat –??Por:??Ricardo Noblat

Os comentários estão fechados.