Matérias em Destaque

Enquete com presidenciáveis sobre o estatuto do desarmamento... PLD em Foco Coronel Paes de Lira Comenta Enquete com presidenciáveis sobre o estatuto do desarmamento mostra algumas posições inusitadas. https://www.youtube.com/watch?v=KatPyZlym3s&feature=em-uploademail

Leia mais...

Relatora Simone Tebet fulmina PLS 176/2011. Bom será... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Relatora Simone Tebet fulmina PLS 176/2011. Bom será que Petecão o mesmo faça com o PDS 175/2017 https://www.youtube.com/watch?v=rhrmMQaUy70&feature=push-u-sub&attr_tag=bNr0Up7tE8OitpxN-6

Leia mais...

Copa do Mundo em Helsinque Copa do Mundo em Helsinque  Péricles Capanema  A final da Copa do Mundo se dará em 15 de julho no Estádio Luzhniki, em Moscou. Grandes repercussões esportivas, celebrações e tristezas, que pouco...

Leia mais...

Projeto de Lei inconstitucional pretende proibir comércio... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 29 de jun de 2018 PL 10464/2018 - Projeto de lei inconstitucional https://www.youtube.com/watch?v=Ce-ENVx1TVg&feature=push-u-sub&attr_tag=0rU7ENLzXRg4JiEQ-6

Leia mais...

Pessoas de bem, armadas e aguerridas, frequentemente... PLD em Foco Cel Paes de Lira comenta Pessoas de bem, armadas e aguerridas, frequentemente evitam massacres https://www.youtube.com/watch?v=9uELNb-7CzE&feature=push-u-sub&attr_tag=ch0hgi0PnrE0QNHZ-6

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

O BRASIL ACABOU?

Publicado em: 12-08-2014 | Por: bidueira | Em: Aquecimento Global, Código Florestal, DIREITO DE PROPRIEDADE, Política Indigenista, Psicoses ambientalistas, PT, SITUAÇÃO NACIONAL

0

Paulistano, agrônomo, tem mestrado e doutorado em ecologia pela Universidade de Montpellier (França). Com centenas de trabalhos publicados no Brasil e exterior, é autor de 35 livros. Pesquisador da Embrapa, ele já implantou e dirigiu três centros nacionais de pesquisa. Atualmente, é o coordenador do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica – GITE da EMBRAPA.

Em 25 anos, o Governo federalizou quase 35% do território nacional destinando-o a unidades de conservação, terras indígenas, comunidades quilombolas e assentamentos de reforma agrária.
 
Sem planejamento estratégico adequado, esse conjunto de territórios resultou essencialmente da lógica e da pressão de diversos grupos sociais e políticos, nacionais e internacionais.
 
Agora, o país está diante de um desafio de gestão territorial, gerador de conflitos cada vez mais agudos, conforme … (LEIA MAIS)

http://www.evaristodemiranda.com.br/postagens/o-brasil-acabou_1/ 

 

 

 

Deixe um Comentário!