Matérias em Destaque

MAÇÃ ENVENENADA Maçã envenenada Péricles Capanema Maçã é ótimo. A apple a day keeps the doctor away, garante velho brocardo inglês. Se podre, pode intoxicar, até matar. Vou falar sobre leilão de privatização,...

Leia mais...

Mais um projeto do Senado para plebiscito sobre desarmamento PLD em Foco Coronel Paes de lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=sJ39v9D0Blc&feature=youtu.be

Leia mais...

Próximo REPRODUÇÃO AUTOMÁTICA 2:39 Sobre a proposta... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 21 de set de 2017  Retiram o Projeto de lei de Plebiscito pela revogação do Estatuto do Desarmamento e outro senador...

Leia mais...

O dever de ajudar a Venezuela http://gpsdoagronegocio.blogspot.com.br/ www.ipco.org.br ABIM O dever de ajudar a Venezuela Péricles Capanema O normal seria hoje comentar a sórdida corrupção revelada nos últimos dias. Contudo,...

Leia mais...

Senador propõe plebiscito sobre Estatuto do Desarmamento:... PLD em Foco Coronel paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 13 de set de 2017 Projeto de lei de Plebiscito pela revogação do Estatuto do Desarmamento é inoportuno desnecessário! https://youtu.be/T3MHdAiADYw

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

Audiência Pública – Projeto Peninha

Publicado em: 28-11-2014 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Cel. Paes de Lira comenta.

Publicado em 28 de nov de 2014

Notas sobre Audiência Pública do PL 3722/2012, o Projeto Peninha.

Atenção: Manobra do governo para impedir que o projeto Peninha vá a plenário!

No falecimento do criminalista Márcio Thomaz Bastos

Publicado em: 21-11-2014 | Por: bidueira | Em: Aborto, Desarmamento, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

27

PLD em Foco

Cel. Paes de Lira comenta:

1. Quem foi realmente o pranteado Márcio Thomaz Bastos. 2. convocação aos participantes de Brasília e do entorno para a Audiência Pública sobre o desarmamento, no dia 26 de novembro.

 

Mandato sobre CRs – Estripulias de ministro venezuelano.

Publicado em: 14-11-2014 | Por: bidueira | Em: CHAVES, Desarmamento, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Paes de Lira comenta:

Publicado em 14/11/2014

1. Mandato judicial estabelece que Exército deve voltar a emitir CRs, aos caçadores, atiradores e colecionadores. 

2. Ministro venezuelano vem ao Brasil fazer acordo de intercâmbio com o MST, sem o conhecimento do Itamaraty.

 https://www.youtube.com/watch?v=V-jWrGQlsaU&list=UU9KfEFJJqjyjDGznUDVvjIA

 

 

 

Movimentos revolucionários são “abençoados”

Publicado em: 12-11-2014 | Por: bidueira | Em: CHAVES, DIREITO DE PROPRIEDADE, Esquerda católica, FARCs, Perseguição religiosa, Política Indigenista, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

O papa Francisco cumprimenta Stedile, do MST

Roma ­­– A convite do Pontifício Conselho de Justiça e Paz e da Pontifícia Academia das Ciências Sociais, com o decidido apoio do Papa Francisco, líderes dos assim chamados Movimentos Populares dos cinco continentes se reuniram nos dias 27 a 29 de outubro, em Roma, para três dias de debates sobre três temas apresentados como fundamentais: terra, moradia e trabalho.

“O Papa Francisco não se esqueceu de nós”, declarou um dos organizadores do evento, de clara tendência marxista, o argentino Juan Grabois [na foto acima, o 10º à esquerda do Papa], responsável pela Confederação dos Trabalhadores da Economia Popular. “Jorge Bergoglio nos acompanhou por anos no processo de organização dos recicladores, camponeses, vendedores ambulantes, artesãos e herdeiros da crise provocada pelo capitalismo neoliberal”, acrescentou Grabois. Leia mais em: 

http://www.abim.inf.br/encontro-mundial-de-movimentos-populares-no-vaticano/#.VGNgQ_nF-5g

 

Há 25 anos caía o Muro da Vergonha – Adeus Lenin! Hello Putin!

Publicado em: 08-11-2014 | Por: bidueira | Em: Comissão da Verdade, DIREITO DE PROPRIEDADE, Política Internacional, REVOLUÇÃO DE 64

0

Nessa data repasso o vídeo de 2011, feito por ocasião dos 50 anos da construção do Muro.

Em seguida, um interessante histórico (1961- 1989) da Revista Forbes

 

https://www.youtube.com/watch?v=6R9c5J0bLqs

Assunto: “Direto da Redação”: Adeus, Lênin; Hello, Putin

 

DCI

 

A revista Forbes, nessa semana, elegeu os 100 mais poderosos do mundo. Quem encabeça a lista? Vladimir Putin

No domingo (9) comemoram-se os 25 anos da queda do Muro de Berlim.  Desde a queda do muro, especialmente nas ex-Democracias  Populares do leste europeu,  muitas estátuas de Lênin foram derrubadas.

A revista Forbes, nessa semana, elegeu os 100 mais poderosos do mundo. Quem encabeça a lista?, Vladimir Putin.

A figura ditatorial, de novo czar, que Vladimir Putin assumiu, não é a única característica que o aproxima de Stalin e Lênin. Putin é obcecado em fazer da Rússia uma grande potência, um império que não deve se curvar a nenhuma outra nação. Filho de um ex-combatente da Segunda Guerra Mundial e neto de um ex-cozinheiro que preparou almoços e jantares para Lenin e para o próprio Stalin, Putin foi criado sob a grandiosidade, ainda que apenas aparente em seu final, do império soviético. Não foram raras as vezes em que o presidente russo se referiu ao fim da União Soviética como “a maior tragédia geopolítica do século 20”.

As reações de Putin à crise ucraniana são reflexo direto dessa maneira russa de ver o mundo dividido entre grandes potências, cada uma com sua área de influência própria. Geograficamente, historicamente e culturalmente, a Ucrânia, em especial a província autônoma da Crimeia, faz parte dessa grande área de influência russa, que remonta às antigas fronteiras soviéticas e do grande império dominado pelos czares. É uma fronteira que se estende do Mar Negro e do Mar Báltico ao Estreito de Bering, já na fronteira marítima com os Estados Unidos, e do Ártico Siberiano aos desertos da Ásia Central. Para Putin, as questões envolvendo a Ucrânia são como questões domésticas russas, em que não cabe a ninguém, nem mesmo à vizinha União Europeia, se intrometer. Aliás, historicamente, a Rússia surge como estado em Kiev, em 1667.

Putin, assim como seus antecessores soviéticos, nutre uma permanente e, por vezes, quase paranoica, desconfiança dos interesses ocidentais em suas áreas de influência. Os Estados Unidos, como seria de se esperar de um ex-espião que tinha como principal objetivo obter informações sobre as ações da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), são a maior fonte de magoas. Em uma entrevista concedida ao correspondente da “Time” em Moscou, Putin afirmou claramente: “Nós queremos ser amigos da América, mas a impressão que temos algumas vezes é de que a América não precisa de amigos, apenas de auxiliares subalternos para comandar”.

Ao longo dos últimos anos no poder, como presidente ou primeiro-ministro, Putin passou a assumir um papel cada vez mais divergente da posição americana nas discussões geopolíticas mundiais. Apesar de todo o apoio dado ao país após o ataque de 11 de setembro, condenando veementemente as organizações terroristas, Putin foi um crítico duro da decisão americana de invadir o Iraque, assim como decidiu não se aliar às pressões dos Estados Unidos para que o Irã suspendesse seu programa atômico. Num ato que enfureceu os americanos, Putin chegou a fornecer combustível nuclear aos aiatolás e a fechar fartas vendas de armamentos para o então presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Putin assumiu, também, um papel antagônico aos Estados Unidos, ao defender abertamente o presidente sírio, Bashar al-Assad, na guerra civil que trava em seu país contra um conjunto heterodoxo de opositores, entre os quais o Estado Islâmico.

Mesmo com todas as denúncias de abuso de poder, ações claramente ditatoriais, corrupção e desrespeito aos direitos humanos, a popularidade de Putin só faz crescer na Rússia. As pesquisas de opinião apontam que o descontentamento com seu governo é minoritário. “Sou o quarto homem mais popular da história russa. O primeiro é Stalin, o segundo é Lênin, o terceiro é Pedro, o Grande”, diz ele, citando pesquisas de opinião realizadas por institutos ligados ao governo. Ele, novamente, buscou inspiração nos antigos líderes soviéticos para construir uma imagem de homem íntegro, forte e decidido. Assim como Stalin, investiu no culto à sua personalidade e, não raro, faz questão de aparecer para a população sem camisa, caçando na Sibéria, ou todo paramentado jogando hóquei no gelo.

É difícil discordar da popularidade de Putin. As demonstrações de apoio popular com as medidas tomadas pelo governo na Ucrânia, sejam elas passeatas em Simferopol, na Crimeia, ou na Praça Vermelha, em Moscou, ainda que patrocinadas pelo Kremlin, são uma prova de seu prestígio.

O Muro de Berlim caiu e, com ele, a União Soviética. Mas a Nova Rússia está aí, ameaçadora como sempre. O Ocidente que se cuide.

 

 

Querem proibir balas de borracha!

Publicado em: 07-11-2014 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, PLD em Foco, Política Internacional, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Publicado em 06/11/2014

Paes de Lira comenta:

1. Vitória dos Republicanos no Senado Americano.

2. A PMESP pode ser proibida de usar balas de borracha.

3. Presidente Dilma quer controlar as PMs.

 

https://www.youtube.com/watch?v=XPAK42HhdMc

 

Dilma: vitória nas urnas ou derrota política?

Publicado em: 01-11-2014 | Por: bidueira | Em: Aborto, CHAVES, Comissão da Verdade, Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, Família, FARCs, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

 

PLD em Foco

Paes de Lira comenta.

Publicado em 31/10/2014

1. Dilma conseguiu realmente a maioria? 

2. E as fraudes nas urnas? 

3. Não sofremos uma derrota no campo político. 

4. Na realidade ela só conseguiu – somando e subtraindo – 38% do apoio político do Brasil.

 

https://www.youtube.com/watch?v=ubnPzFfTw8I