Matérias em Destaque

Senado: Comissão de Constituição e Justiça propõe... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legítima Defesa - Publicado em 15 de dezembro de 2017 Uma boa notícia: a CCJ propõe a revogação do Estatuto do Desarmamento, mas outros Projetos...

Leia mais...

Alguns pensam que a lei 13497 será aplicada com razoabilidade,... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 23 de nov de 2017 Não se iludam. Pela simples posse de um cartucho calibre 22, um cidadão foi preso e seu recurso...

Leia mais...

PL do Senado 378/2017: boa iniciativa. E felicitações... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Publicado em 16 de nov de 2017 Um projeto no Senado e outro na Câmara começam a tomar o rumo certo: a defesa dos direitos à legítima defesa do cidadão...

Leia mais...

Caso Sutherland Springs confirma tese da legítima... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 9 de nov de 2017 Caso Sutherland Springs confirma tese da legítima defesa: cidadão armado obstou massacre mais...

Leia mais...

O povo festeja a vitória popular no Referendo de 2005.... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta O povo festeja a vitória popular no Referendo de 2005. Mas senador viola a soberana decisão popular. Senador Cristóvão Buarque re-apresenta no Senado...

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

ESPANHA: “via italiana” e fragmentação mental

Publicado em: 28-12-2015 | Por: bidueira | Em: Aborto, Família, Política Internacional

0

ESPANHA: “via italiana” e fragmentação mental

1. Os resultados das recentes eleições parlamentares espanholas deixaram em evidência — talvez pela primeira vez desde a democratização da Espanha — uma fragmentação política na qual nem o atual…

Como será a luta da PLD em 2016

Publicado em: 22-12-2015 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, PLD em Foco, Política Internacional, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL, Terrorismo

0

PLD em Foco

Cel. Paes de Lira comenta

Publicado em 22 de dez de 2015

No crepúsculo de 2015 e no limiar de 2016 grandes lutas se divisam no horizonte. Nossos adversários tentam aprovar novas leis que dificultam cada vez mais a posse e o porte de armas de defesa. A importação e o comércio internacional de armas legais também estão na mira dos defensores do desarmamento. É necessária nossa mobilização, cada vez maior, sob pena de vermos nosso País cair nas mãos de bandidos e criminosos. Veja o vídeo:

TININDO NOS CASCOS

Publicado em: 20-12-2015 | Por: bidueira | Em: CHAVES, PT, SITUAÇÃO NACIONAL, Terrorismo

0

Tinindo nos cascos

Péricles Capanema

Quinta-feira passada, 17 de novembro, o Supremo definiu o rito do impeachment, decisão acolhida com satisfação pelo Palácio do Planalto. Destacou-se ali a dissidência lúcida dos ministros Gilmar Mendes, José Antônio Dias Toffoli e Luiz Edson Fachin. Dia seguinte, Gilmar Mendes fez gravíssimas considerações à Jovem Pan: “Lembra que eu tinha falado de cooptação da Corte? Imagine, diante desse quadro de grave crise de corrupção, nós vamos ficar fazendo artificialismos jurídicos para tentar salvar, colocar um balão de oxigênio em alguém que já teve morte cerebral. É claro, há todo um processo de bolivarização da Corte. Como se opera em outros ramos do Estado. Ontem, nós demos mostras disso”.

Dois pontos tocados pelo ministro: o Supremo está sendo cooptado; o outro, padece processo de bolivarização. Cooptar é tornar alguém cúmplice de ação comum; no caso do governo. Bolivarizar uma instituição é fazê-la agir como agem as instituições na Venezuela, na prática funcionários submissos do partido no poder. No caso, seria julgar como quer o PT e o governo.

Passo agora a outras declarações, também de ministro do Supremo, de momento na presidência. Em 2007, Ricardo Lewandowski, no auge do mensalão, falou por telefone com o irmão Marcelo; Vera Magalhães, repórter da Folha, ao lado dele, ouviu partes do diálogo. E publicou. A respeito da condenação dos petistas graúdos, Lewandowski afirmou: “A imprensa acuou o Supremo. Todo mundo votou com a faca no pescoço. A tendência era amaciar para o Dirceu”. Mesmo ele, o mais macio com os graúdos do PT, teria sido mais brando não fosse a posição dos meios de divulgação: “Não tenha dúvida. Eu estava tinindo nos cascos”. Ia dar coices ainda mais favorecedores do PT, claro. Ellen Gracie, na ocasião presidente do Supremo, ecoou em nota o mal-estar dos demais ministros: “O Supremo Tribunal Federal vem reafirmar o que testemunham sua longa história e a opinião pública nacional, que são a dignidade da Corte, a honorabilidade de seus ministros e a absoluta independência dos seus julgamentos”.

Em reta, o temor de Gilmar Mendes é termos, como na Venezuela, ministros do Supremo, tinindo nos cascos, dispostos a escoicear fatos, pessoas e leis para favorecer um partido no caminho da conquista totalitária do poder.

Já sofremos a bandalheira dos treze anos do petismo no poder. Na bolivarização. além de aumentar a corrupção, crimes piores se tornam comuns. Os Estados Unidos detiveram no Haiti um afilhado de Nicolás Maduro, Efraim, criado por sua esposa Cilia Flores e a Francisco Flores, sobrinho dela, quando transportavam quase uma tonelada de cocaína para os Estados Unidos. Efraim vivia com o casal Maduro. Os dois detidos disseram agir a mando de Diosdado Cabello (presidente da Assembleia Nacional) e de Tareck el Aissami, governador de Aragua. Na mesma direção, em maio último havia sido detida no aeroporto Mirian Morandy, juíza do Tribunal Supremo de Justicia (o Supremo de lá), quando tentava viajar com Richard José Cammarano James, traficante conhecido. A juíza foi libertada por ordem do governo. É o mundo da bolivarismo, com tentáculos América do Sul afora.

Tem mais. Toffoli, presidente do TSE, advertiu dias atrás: “Entre as nossas maiores preocupações, está a de que campanhas venham a ser financiadas por dinheiro oriundo de narcotráfico. Não há mais pessoas jurídicas doando para campanhas, mas nós sabemos que o mundo real busca suas alternativas”. O temor é que, sem empresas doando oficialmente, aumente o caixa 2; e aí jorre o dinheiro do narcotráfico, pois as campanhas eleitorais continuam caras como antes. Nessa marcha, é o futuro nacional que assoma. E nele, o Brasil que não presta, tinindo nos cascos, vai escoicear o Brasil que presta, como a oposição hoje é agredida na Venezuela.

Tudo isso afirmo só com base na autoridade de Gilmar Mendes e Dias Toffoli? Valem muito, mas há outra, maior: a realidade. Os fatos nos apedrejam, basta olharmos em volta. (fonte: blog do Péricles Capanema)

Natal, saudades do passado!

Publicado em: 20-12-2015 | Por: bidueira | Em: CONTOS DE NATAL, Família, Festas religiosas, Nova et Vetera, SITUAÇÃO NACIONAL

0

NATAL

Ralph Rosário Solimeo

Que saudades eu sinto dos Natais da minha infância: daquela singeleza e religiosidade com que se preparavam as festas para receber O Menino Deus.
Sendo uma festa da família, a azafama era grande em todas as casas: faziam-se roscas, docinhos, bolos, preparavam-se bebidas, não só para o almoço do Natal, mas para se recepcionarem os amigos, que vinham dar os seus cumprimentos, pois, principalmente nessa época, a cidade toda se irmanava num espírito de amor e amizade.
À Missa do Galo, que diferentemente dos dias de hoje, era celebrada à meia noite, comparecia quase a totalidade do povo da cidadezinha, todo mundo envergando a melhor roupa, que possuía, nem sempre nova, naqueles tempos de penúria.
Na igreja, nos primeiros bancos da esquerda, ficavam os meninos e as meninas da Cruzada Eucarística, com suas faixas de cetim amarelo atravessadas no peito; logo atrás os Congregados Marianos, identificados pela fita azul ao pescoço: à direita, se colocavam As Filhas de Maria, onde o branco de suas vestes indicava a condição de virgens solteiras e, depois destas, a Associação do Sagrado Coração de Jesus, integrada pelas mulheres casadas. Todas as mulheres se cobriam com véus: as solteiras com véus brancos e as casadas com véus negros.
Antes do início da Missa, à meia noite, entrava em procissão solene a imagem do Menino Jesus, para ser entronizada no Presépio. O Coro cantava o Adeste Fideles e, embora a maioria dos presentes não soubesse Latim, entoava o estribilho:
Venite adoremus,
Venite adoremus
Venite adoremus,
Dominum.
Ninguém falava em papai noel, nem pensava em ganhar presentes: todos nós sabíamos da dureza da vida e das dificuldades de nossos pais para sustentar a sua numerosa prole, com dignidade, embora na pobreza.
Quando nas aulas de Catecismo ouvíamos da recusa dos moradores de Belém em abrigar a Virgem, para que ela desse à luz ao seu divino filho, todos nós, naquela inocência de então, revoltados com a maldade daqueles homens, afirmávamos convictos:
_Ah! Se eu vivesse naquela época teria dado o meu quarto para que Jesus nele nascesse e nunca mais fosse embora.
Mas, naquela época eles rejeitaram Jesus sem O conhecer e hoje, que O conhecemos, será que todos nós O acolheríamos?
Certamente que não. Atualmente a festa do Menino Deus vem perdendo a sua conotação religiosa. As comemorações do Natal estão centradas na compra dos presentes, nas viagens, nas ceias. Comemora-se um aniversário, mas o aniversariante não é convidado e, na maioria das vezes, sequer lembrado. Uma expressiva maioria de pais, que se dizem cristão, substituiu no coração de seus filhos o Menino Jesus, pelo papai noel. Esta figura midiática, símbolo de um consumismo, muitas vezes inconseqüente, é o grande personagem do Natal: trocaram-se as Bênçãos Eternas do Menino-Deus, pela efemeridade das coisas do mundo.
Alguns tendo recebido Jesus no seu coração, embora ainda afirmem amá-Lo, aos poucos, O vão expulsando, enchendo os seus corações com as coisas do mundo, de tal sorte que, sem espaço para continuar lá habitando, Jesus se vê “obrigado” a deixá-lo.
Outros, O expulsaram deliberadamente, pois desejam levar uma vida de permissivismo, erotismo, ganância, luxuria, vaidades e todos os tipos de prazeres do mundo, incompatíveis com a presença de Cristo.
Ainda há aqueles, que mergulhados nas loucuras do mundo moderno, não tiveram tempo sequer para O conhecer.
Abandonemos todas as fatuidades deste mundo e voltemos à inocência da nossa infância para que o Menino Jesus possa renascer em nossos corações puros e neles permanecer para sempre.
Ralph

AMÉRICA LATINA: Ideologias populistas-marxistas e corrupção

Publicado em: 15-12-2015 | Por: bidueira | Em: CHAVES, DIREITO DE PROPRIEDADE, Esquerda católica, FARCs, Política Internacional, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

Manifestação contro o governo PT na Av. Paulista no dia 13 de dezembro [Foto PRC]

Certa mídia procura reduzir suas críticas aos governos esquerdistas apenas por causa da corrupção, mas as autênticas manifestações contra tais governos são, em geral, contra a implantação do marxismo.

AMÉRICA LATINA: Ideologias populistas-marxistas e corrupção

Gonzalo Guimaraens

1. Fala-se muito, e com razão, a respeito do desprestígio das esquerdas latino-americanas, incluindo exemplos de recentes derrotas eleitorais na Venezuela e na Argentina, assim como a perda de popularidade, no gigantesco Brasil, do ex-presidente Lula — um ícone publicitário das esquerdas gramscianas — e da atual presidente Dilma Rousseff.

2. Contudo, os analistas, ao mesmo tempo em que batem justificadamente na tecla da corrupção de importantes líderes da esquerda, parecem esquecer que a causa mais profunda do problema reside nas ideologias populistas-marxistas-gramscianas sustentadas por esses líderes.

3. Com esse silêncio sobre o papel motriz das ideologias de esquerda, minimizam-se os estragos mentais, morais e sociais causados durante as últimas décadas por seus líderes, reduzindo o ocorrido apenas a causas econômicas. Absolvem-se assim, indiretamente, tais ideologias de sua manifesta e enorme responsabilidade nos fracassos da Venezuela, da Argentina e do Brasil. No fundo, para protegê-las e para que se cicatrizem as feridas, preparando com essa tática um eventual retorno.

4. Nesse sentido, fica difícil entender — exemplificando com o caso do Brasil — que líderes da oposição e editores dos principais órgãos de comunicação reduzam suas críticas à presidente Dilma ao fato de que seu governo é corrupto. Deixam assim a impressão de que se o governo fosse populista-marxista, mas não corrupto, não haveria motivos para impeachment. Entretanto, deve ficar bem claro que os fragorosos fracassos dos regimes populistas são devidos não apenas à corrupção, mas, sobretudo, à estatização da economia, à asfixia da propriedade privada e a uma política externa hostil aos aliados naturais, como são os Estados Unidos e a Europa. A corrupção é a filha da estatização. A estatização promove clientelismo, propina e falta de fiscalização, e faz proliferar monopólios estatais, “elefantes brancos” ineficazes, relutantes de atualização profissional e caldo de cultura para todo tipo de corrupção.

5. No caso da Argentina, não se pode esquecer que o candidato populista obteve quase 50% dos votos e que setores influentes do peronismo, contaminados pela luta de classes, estão ativos e com poder politico. Paralelamente, o vírus chavista e o vírus lulista continuam presentes na Venezuela e no Brasil, para não falar da Cuba comunista — o mais protegido ícone revolucionário da história latino-americana — e para não falar de eclesiásticos latino-americanos, como no caso do Brasil, que criaram o ícone Lula conforme os parâmetros da “Teologia da Libertação”.

6. Se, realmente, deseja-se mudar para melhor o curso da América Latina e do Caribe, deve-se ver de frente o fato de que a essência da ideologia populista-marxista-gramsciana ainda domina as mentalidades não apenas de líderes políticos, mas também de não poucos acadêmicos, jornalistas e figuras da própria vida cultural.

_______

(*) Este texto — traduzido do original espanhol por Paulo R. Campos — pode ser divulgado livremente.

 

http://www.abim.inf.br/america-latina-ideologias-populistas-marxistas-e-corrupcao/#.VnBTtEorJD8

DEFENDA-SE: Tio Sam não pode defender todos os americanos!

Publicado em: 12-12-2015 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL, Terrorismo

0

PLD em Foco

Cel. Paes de Lira comenta

1. Caos geral no Congresso. 2. Um exemplo a seguir: americanos estão se armando cada vez mais, pois TIO SAM não pode defender a todos, em todos os lugares e em todos os momentos. 3. Secretário Beltrame descobriu o óbvio..

Convite – Manifestação do próximo domingo (13/12/2015)

Publicado em: 11-12-2015 | Por: bidueira | Em: DIREITO DE PROPRIEDADE, Família, Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, PT, REVOLUÇÃO DE 64, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

Convite – Manifestação do próximo domingo (13/12/2015) – Confira as cidades

O divórcio entre o Estado e a Nação vem ocorrendo paulatinamente, à medida que o governo, nos últimos anos, contrariamente aos anseios da opinião nacional, veio levando o Brasil rumo a um mal disfarçado socialismo.

http://ipco.org.br/ipco/brasil/nacional/36279manif

Líderes evangélicos se manifestam contra armas

Publicado em: 01-12-2015 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, PLD em Foco, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Cel. Paes de Lira comenta

1. Senador Crivella consegue aprovar PL que proíbe a posse de armas restritas. Atenção colecionadores, atiradores e caçadores.
2. Silas Malafaia se manifesta contra o uso de armas.
3. PL do Senador Crivella apensado e depois desapensado ao PL do Deputado Peninha.
4. Crítica à posição da VEJA a propósito dos atentados muçulmanos