Matérias em Destaque

Pequeno príncipe George brinca com arma de plástico;... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pequeno príncipe George brinca com arma de plástico; os "politicamente corretos" uivam de ódio. https://www.youtube.com/watch?v=cHOPLo-qHGA&feature=push-u-sub&attr_tag=1tkiun_nB2fEMjFR-6

Leia mais...

Juiz federal processado: portou arma em audiência.... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 8 de junho de 2018 Juiz Federal foi injustamente processado porque portou arma durante audiência. Somos favorável...

Leia mais...

Sou da Paz pressiona Câmara dos Deputados com as falácias... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Mensagem do Sou da Paz aoDeputado Rodrigo Maia: https://www.metropoles.com/brasil/pol... 2. PLC do desarmamento de 2005: https://legis.senado.leg.br/sdleg-get... 3.Outro...

Leia mais...

Ainda o Estatuto do Desarmamento: o Sou da Paz parecia... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Pela Legitima Defesa Publicado em 25 de mai de 2018 https://www.youtube.com/watch?v=w1jviSO-hVk&feature=em-uploademail

Leia mais...

Cabo da PM impede assalto numa festa do Dia das Mães PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta ABPLD presta homenagem a esta heroína, cabo da PM, que em defendendo várias mães e crianças, que esperavam a abertura de um portão para a comemoração...

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

O dever de ajudar a Venezuela

Publicado em: 15-09-2017 | Por: bidueira | Em: CHAVES, DIREITO DE PROPRIEDADE, Francisco, Política Internacional, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

http://gpsdoagronegocio.blogspot.com.br/

www.ipco.org.br

ABIM

O dever de ajudar a Venezuela

Péricles Capanema

O normal seria hoje comentar a sórdida corrupção revelada nos últimos dias. Contudo, não será meu foco. Quero falar de um fato alvissareiro.

Do pântano, destaco, porém, um andrajo enlameado que não vi ainda apontado: a indiferença suicida. Antônio Palocci [foto] falou do “pacto de sangue” entre Emílio Odebrecht e Lula. Sponte propria, o dono da empreiteira teria oferecido ao ex-presidente, no intuito de preservar a relação privilegiada da empresa com o governo, pacote que incluía um sítio (presente pessoal), a sede do Instituto Lula, palestras a R$200 mil líquidos, pagos os impostos, além de R$300 milhões, de uso livre, para custear atividades políticas (claro, poderia também cobrir gastos pessoais).

Em apenas uma das doações, um dos maiores representantes do macrocapitalismo brasileiro pôs R$300 milhões à disposição da propaganda petista. É uma montanha de dinheiro para dar popularidade a programa que acarreta empobrecimento generalizado, atraso e sofrimento para o povo em geral. Clara opção preferencial pela pobreza e pela tirania, como em Cuba e Venezuela, onde, aliás, a Odebrecht financiou generosamente as campanhas de Chávez e Maduro. Ademais, fortalece programa favorecedor do coletivismo e do intervencionismo. Da parte da cúpula da empreiteira, o que se percebe é indiferença total, suicida, com a agressão aos interesses do Brasil, do empresariado e do povo em geral. Passo ao agronegócio. Constato ali, temo que generalizada, a mesma indiferença suicida. Leia Mais…

Deixe um Comentário!