Matérias em Destaque

Bolsonaro declara prioridades à Câmara de Deputados PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta Bolsonaro declara prioridades a uma Câmara de Deputados que inaugura muito mal  o ano legislativo https://www.youtube.com/watch?v=mfVFlSSXX70&feature=em-uploademail

Leia mais...

TEM UMA PEDRA NO CAMINHO Tem uma pedra no caminho "Ao longo de 2020, aposta minha, o leitor escutará até o fastio as seguintes expressões: empresários chineses, empresas chinesas, investimentos chineses, investidores chineses....

Leia mais...

A impostura continua intacta A impostura continua intacta Péricles Capanema O Estadão, reportagem assinada por Fernanda Guimarães, noticiou com destaque em 6 de janeiro “Gigante chinesa XCMG abre banco no Brasil”. (A notícia...

Leia mais...

No Chile no pasa nada! Na França, também! No Chile "no pasa nada"! Na França, também! Sérgio Diniz Bidueira Causa algum espanto aos leitores quando fotos de veículos incendiados por populares enfurecidos são publicadas nas primeiras...

Leia mais...

Novo Projeto de Bolsonaro muda Estatuto do Desarmamento,... PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta Novo Projeto de Bolsonaro muda Estatuto do Desarmamento, mas ainda não atende à aspiração de porte PLD em Foco Cel. Paes de Lira comenta https://www.youtube.com/watch?v=VVKUyjQ_43s

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

No Chile “no pasa nada”! Na França, também!

Publicado em: 02-01-2020 | Por: bidueira | Em: Ambientes, Costumes, Festas religiosas, Perigo Islâmico, Política Internacional, Revolução Cultural, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL, Terrorismo, Tradições

0

No Chile “no pasa nada”! Na França, também!

Sérgio Diniz Bidueira

Causa algum espanto aos leitores quando fotos de veículos incendiados por populares enfurecidos são publicadas nas primeiras páginas de nossos jornais.
As cenas terríveis de vandalismo ocorridas nas últimas semanas no Chile, também tiveram alguma repercussão por aqui.
Mas pouco ou nada se comenta sobre as cenas de vandalismo que ocorrem todos os anos na França por ocasião das festas de fim de ano e nas do 14 de julho.
Incêndios de centenas de veículos nas grandes e pequenas cidades, agressões aos bombeiros e às forças da ordem que procuram reprimir incêndios e distúrbios.
Mas, vamos aos dados, publicados no Figaro de hoje, em artigo de Jean Chichizola:
Título: Violências urbanas, este velho flagelo do Novo Ano
 
…”Sinistro ritual da noite de São Silvestre atingiu todo o território.”
Desde 2019 o Ministério do Interior não comunica o número de viaturas incendiadas.Mas, pelo menos 600 ocorreram em 2019. 1031 em 2018, 945 em 2017, 804 em 2016, 940 em 2015, mais de mil em 2014, 2013 e 2012.
Nas redes sociais, alguns publicam vídeos desses motins. desejando feliz Ano Novo a sua audiência, sob um fundo de risos de populares diante dos veículos em chamas e dos policiais agredidos.
Em Strasbourg, 200 veículos incendiados, o dobro do ano anterior. Vários policiais foram feridos por petardos lançados contra eles.
As desordens atingiram também a Bélgica, onde  20 veículos foram destruídos,
“Mas o mais preocupante nesse balanço é a constatação que essas violências atingem o conjunto do país e não apenas as grandes cidades”.
Como no Rio de Janeiro, tiros de armas automáticas foram assinaladas em torno de 23 h (bairro da Mosson, Montpellier), Uma bala perdida foi se alojar em um apartamento.
“Nos últimos 30 anos esse fenômeno de violências festivas se repete, no 31 de dezembro e no 14 de julho, especialmente. Mas, no início do ano passado, 14 de fevereiro de 2019, um estudo do Observatório nacional da delinquência e das respostas penais (ONDRP), concluiu que, em média 110 viaturas eram queimadas cada dia na França.”
 
***
Quem não vê no crepitar dessa insurreição controlada um bico de gás que é mantido artificialmente para uma explosão futura, com consequências terríveis para a França e para todo o Ocidente.
 
Que Nossa Senhora Aparecida poupe o Brasil desse diabólico plano de destruição Revolucionário!

 

Deixe um Comentário!