Matérias em Destaque

O Vulto Total da Revolução “Novo dicionário do Itamaraty” incomoda a esquerda: caem aborto e “Ideologia de gênero”, retornam os Valores Morais  Marcos Machado  12 de julho de 2019  A esquerda midiática,...

Leia mais...

Tribunais colombianos tiram a máscara e proclamam... Tribunais colombianos tiram a máscara e proclamam a impunidade das FARC Na Colômbia, tribunais proclamam a impunidade das FARC e zombam do povo colombiano. Catolicismo reproduz sobre esses fatos sem...

Leia mais...

Por que a China esconde? Há 30 anos, chacina de milhares de estudantes na Praça Tianenmen Por León de La Torre      3 de junho de 2019 Na primavera de 1989, Jian Liu era um estudante de 20 anos, em Pequim. Fotografou...

Leia mais...

Finalmente editado, o decreto regulamentador do Estatuto... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Finalmente editado, o decreto regulamentador do Estatuto do Desarmamento é bom e pode melhorar https://www.youtube.com/watch?v=ysedgYDpg8Y&feature=push-sd&attr_tag=0ZCupDyFDnF_zbCs%3A6

Leia mais...

Brava mulher comerciante reage a roubo à bala e põe... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Brava mulher comerciante reage a roubo à bala e põe ladrão armado fora de ação https://www.youtube.com/watch?v=qsxLKqPGf Errata: O Cel. Paes de Lira...

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

O Vulto Total da Revolução

Publicado em: 13-07-2019 | Por: bidueira | Em: Aborto, Ambientes, Aquecimento Global, Costumes, DIREITO DE PROPRIEDADE, Esquerda católica, Família, Legítima Defesa, Política Internacional, PT, Revolução Cultural, SITUAÇÃO NACIONAL, Tradições

Tags:

0

“Novo dicionário do Itamaraty” incomoda a esquerda: caem aborto e “Ideologia de gênero”, retornam os Valores Morais

Cristandade e Ocidente

Publicado em: 08-07-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, CHINA, Costumes, Política Internacional, PT, SITUAÇÃO NACIONAL, Tradições, União Européia

0

Cristandade e Ocidente

Péricles Capanema

A Cristandade tem inspiração e raiz longínqua no Império Romano, espaço de convivência civilizada do mundo antigo, do qual foi aperfeiçoamento. Tendo como objeto ser espaço da convivência virtuosa de povos sob a luz de Cristo, começou a surgir como forte realidade histórica com Carlos Magno (742-814), seu maior símbolo. Firmou-se muito tempo depois no Sacro Império Romano Alemão, a mais importante realização de tal ideal.

Território, direito e senso de governo marcaram o império sob Roma. O mesmo, proportione servata, valeu para a Cristandade. Agrupava as nações cristãs. O direito, muito variado, aperfeiçoava-se seguindo as trilhas do consuetudinário e do Direito Romano. O governo, via de regra, ▬ por longo período imerso em atmosfera pré e supranacional ▬ agia consoante o princípio de subsidiariedade, embora sua explicitação só viesse séculos depois. Georg Schmidt o chamou de Império-Estado complementário (poderia ser chamado de Império-Estado subsidiário). Enfim, a Cristandade foi realização valiosa, ainda que insuficiente e até em pontos defeituosa, da ordem temporal cristã. Infelizmente, sua luz foi se apagando, até que em 1806 se extinguiu. Deixou enorme saudade, restou fulgurando como ideal no horizonte da Europa cristã.

Anos atrás ouvi do prof. Plinio Corrêa de Oliveira frase que ficou: “Em relação à Igreja, eu sou como o judeu em relação ao Templo. Amo o Templo, amo as ruínas do Templo, e se essas ruínas se converterem em pó, amarei o pó que resultou dessas ruínas”. Analogamente, para um católico imbuído da convicção de como importa existir uma ordem temporal cristã, tais palavras se aplicam por inteiro à Cristandade. Até o pó dela merece amor. É também dele a proclamação: “”Quando ainda muito jovem, considerei enlevado as ruínas da Cristandade, a elas entreguei meu coração, voltei as costas ao meu futuro, e fiz daquele passado carregado de bênçãos, o meu porvir”.

Aqui vou levantar ponto essencial, sem o qual inexistiria a Cristandade. Os povos que a compunham tinham convicção de que seus interesses maiores eram a preservação e aperfeiçoamento daquele estado de coisas. Em segundo plano, vinham os interesses nacionais, regionais, corporativos, familiares, pessoais. Talvez o mais relevante exemplo de defesa da Cristandade tenha sido são Pio V (1504 – 1572), Papa a partir de 1566. Articulou enorme aliança militar destinada a formar a armada que derrotou os turcos em Lepanto em 1571, preservando uma Europa onde ainda eram vivos os restos da Cristandade. Em sentido contrário, tantas vezes os agredindo, temos o longo trajeto da chamada aliança franco-otomana, que começou em 1536 entre Francisco I e Solimão, o Magnífico. Começavam a prevalecer os interesses do Estado-nação, os da Cristandade iam para o fundo do palco.

No século 20 e 21, eco precioso, se quisermos ruinas veneráveis, da Cristandade foi o que se chamou o Ocidente cristão e, mais recentemente, apenas Ocidente. Nessa acepção de Ocidente, que não é geográfica, estão por exemplo, Japão, Coreia do Sul, Cingapura.

Escrevia cima, o Império Romano foi espaço de convivência do mundo civilizado. O Ocidente é o espaço de convivência de princípios básicos do que se poderia chamar a civilização cristã; se quisermos, da ordem temporal cristã. Nos dias presentes, vigência de liberdades na vida pública e privada, economia de mercado. E nesse sentido, hoje, um espírito bem formado deve colocar os interesses ocidentais, de momento enormemente ameaçados, na frente dos interesses de qualquer país, mesmo o seu. Adversárias dos princípios ocidentais no século 20 e 21 foram as potências totalitárias e coletivistas, entre outras, a Alemanha nazista, a Rússia soviética e agora a China comunista.

Fiz longa introdução para entrar fácil no assunto do artigo: no tratado de livre comércio entre a União Europeia e o Mercosul. É amazônico, inclui concorrência, serviços, investimentos, temas ambientais, desenvolvimento sustentável, compras de governo, propriedade intelectual. Muita coisa ainda. O governo brasileiro, estimativa inicial, prevê que em 15 anos as exportações brasileiras para a União Europeia terão um acréscimo de US$100 bilhões de dólares anuais. E haverá grande aumento de investimentos da UE no Brasil. O acordo trará ao Brasil prosperidade, maior renda, geração de empregos.

O caminho até a implementação final será longo, cheio de obstáculos. Teremos muita discussão nos meios de divulgação e nos parlamentos dos 28 países que compõem a União Europeia (e também no Parlamento Europeu). Haverá debates nos países do Mercosul. Os assuntos devem ser tratados e resolvidos. Não são o foco de meu artigo.

Meu foco é outro. O Brasil está perigosamente dependente da China, vamos escorregando para a condição de efetivo, ainda que não confessado, protetorado chinês. Não só o Brasil, igualmente a Argentina, Uruguai, Paraguai. O acordo com a União Europeia, pelo menos em parte, nos tira de tal dependência, aumenta a efetividade de nossa independência e soberania. E das outras nações, acima mencionadas. Seria conveniente aproximação semelhante com os Estados Unidos e Japão. Estão em jogo gravíssimos interesses ocidentais.

Sintomas reveladores. A esquerda europeia está furiosa. A esquerda brasileira rosna (sempre silenciosa em relação à aproximação com a China). O candidato kirchnerista Alberto Fernández, saindo da visita a Lula, declarou que, se eleito, vai rediscutir o acordo. Querem de todo modo explodi-lo, apesar da pobreza que daí seguirá. Pelo que vi nos meios de divulgação, nem na Europa, nem aqui, ninguém sublinha que o mais importante do acordo é o fortalecimento dos interesses ocidentais. É.

Tribunais colombianos tiram a máscara e proclamam a impunidade das FARC

Publicado em: 29-06-2019 | Por: bidueira | Em: Cuba, DIREITO DE PROPRIEDADE, FARCs, Terrorismo

0

Tribunais colombianos tiram a máscara e proclamam a impunidade das FARC

Tribunais colombianos tiram a máscara e proclamam a impunidade das FARC

Na Colômbia, tribunais proclamam a impunidade das FARC e zombam do povo colombiano. Catolicismo reproduz sobre esses fatos sem precedentes a tradução de importante documento da Sociedad Colombiana Tradición y Acción. Decisões judiciais dos três Tribunais Superiores e da JEP (Jurisdição Especial para a Paz) nas últimas semanas… LEIA MAIS

Por que a China esconde?

Publicado em: 05-06-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, CHINA, Costumes, Mourão, Perseguição religiosa, Política Internacional, Revolução Cultural

0

Há 30 anos, chacina de milhares de estudantes na Praça Tianenmen

Na primavera de 1989, Jian Liu era um estudante de 20 anos, em Pequim. Fotografou por cerca de 50 dias os protestos e manifestações pró democracia na China, que levou milhares e milhares de jovens à Praça da Paz Celestial. Ao todo, quase 2 mil fotos em dezenas de rolos. (*)

Depois de três décadas, Jian Liu decidiu revelar as imagens que tirou do esperançoso movimento estudantil de 1989 e de suas conseqüências sangrentas”, diz o artigo do NYT de 29 de maio.

https://ipco.org.br/por-que-a-china-esconde-ha-30-anos-chacina-de-milhares-na-praca-tianemnem/#.XPfuNBZKg2x

 

Leia mais

Finalmente editado, o decreto regulamentador do Estatuto do Desarmamento é bom e pode melhorar

Publicado em: 12-05-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, Costumes, Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, Legítima Defesa, PLD em Foco, PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL, Tradições

0

PLD em Foco

Coronel Paes de Lira comenta

Finalmente editado, o decreto regulamentador do Estatuto do Desarmamento é bom e pode melhorar

Brava mulher comerciante reage a roubo à bala e põe ladrão armado fora de ação

Publicado em: 03-05-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, Costumes, Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, Legítima Defesa, PLD em Foco, PT, Revolução Cultural, Segurança Pública

0

PLD em Foco

Coronel Paes de Lira comenta

Brava mulher comerciante reage a roubo à bala e põe ladrão armado fora de ação

https://www.youtube.com/watch?v=qsxLKqPGf

Errata: O Cel. Paes de Lira foi Comandante do Policiamento Metropolitano. No vídeo, sobre a palestra do dia 9 de maio, foi apresentado como Comandante-Geral da PMESP

Tardança do anunciado decreto de Bolsonaro para facilitar a vida de atiradores desportivos preocupa

Publicado em: 27-04-2019 | Por: bidueira | Em: Desarmamento, Legítima Defesa, PLD em Foco, PT, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Coronel Paes de Lira comenta

Extorsão Indígena

Publicado em: 21-04-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, CHAVES, Costumes, Cuba, Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, Esquerda católica, Política Indigenista, Política Internacional, Psicoses ambientalistas, Segurança Pública, Terrorismo, Tradições

0

Extorsão indígena

7 de abril de 2019

  • Eugenio Trujillo Villegas*

O sudoeste da Colômbia continua inexplicavelmente paralisado, situação que persiste há quase um mês. O exército, a polícia, o governo e o presidente da república tornaram-se meros observadores de uma das mais espantosas chantagens ocorridas no país, sem nada fazer para evitá-la. Com efeito, menos de 300 mil indígenas do Departamento de Cauca colocaram as instituições colombianas de joelhos e exigem furibundamente uma série de disparates que nenhum Estado legítimo pode aceitar.

            Entre os absurdos, pedem que nunca mais se fumigue plantações de coca com glifosato; que helicópteros e aviões das Forças Armadas fiquem proibidos de sobrevoar áreas indígenas; que o governo aumente mais três trilhões de pesos/ano — cerca de um bilhão de dólares — os subsídios concedidos às comunidades indígenas, para que possam continuar a viver sem trabalhar; que 49.000 hectares deterras produtivas, pertencentes a particulares, sejam desapropriados e entregues aos concelhos indígenas; que seja proibida a extração de petróleo por fracking no país; que se restrinja a mineração em larga escala; que a impunidade seja garantida aos indígenas que cometeram crimes durante os protestos; e, finalmente, como demonstração do delírio de suas pretensões, que o senhor Juan Guaidó não seja reconhecido como presidente da Venezuela…

A análise mais elementar dos fatos mostra que os índios não estão sozinhos, e nem foram eles os autores dessas exigências absurdas. Forças sinistras com grande poder destrutivo encontram-se por trás deste protesto, dirigindo, ordenando e estabelecendo o seu curso, com óbvios interesses subversivos, a fim de liquidar com a unidade nacional e levar o país ao caos, à anarquia, à tomada do poder pela esquerda marxista, ansiosa por trilhar os passos do chavismo e do castrismo.

O país assistiu tudo isso às claras, pois seus fautores sequer tiveram a precaução de se disfarçar. Nas mesas de negociação, junto aos representantes do Estado, estavam os “honoráveis” deputados das FARC para estimular e dirigir o protesto.Compareceu também aí para negociar o incendiário senador Gustavo Petro, com a sua apavorante comitiva de ódio da autoproclamada Colômbia Humana.

Como ele mesmo disse, no dia em que perdeu a eleição presidencial, sua intenção é de queimar o país, derrubar o presidente legítimo e tomar o poder pela força eimplantar uma ditadura como a de Maduro, Castro e Ortega, seus amigos íntimos e fiéis seguidores, e assim impor a revolução bolivariana na Colômbia.

Nesta tentativa de destruir o país existem outros vermes além dos já mencionados. Há as FARC (Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colômbia), supostamente pacificadas, com as suas armas reluzentes, que segundo Santos teriam sido entregues à ONU… E há também o ELN (Ejército de Liberación Nacional), que não quer saber de negociações, mas sim das mancadas do Estado, alcançadas aqui com extrema facilidade. E existem também os numerosos cartéis de drogas que abundam nas Américas, porque é exatamente nessa região de concelhos indígenas onde a coca é cultivada. Igualmente estão presentes os proprietários das rotas de droga produzida em outras regiões que depois é levada para o Oceano Pacífico, de onde é remetida ao seu destino final: os EUA.

E como se isso não fosse um quadro assustador, agora prometem que muitas outras comunidades indígenas em diferentes regiões, e também as chamadas negritudes e outras minorias raciais manipuladas pela subversão, querem aderir à greve a fim de estendê-la ao país inteiro.

É fato que para este objetivo a mobilização já começou em vários departamentos. O que é chamado de “protesto pacífico” já começou a matar policiais, soldados e opositores; dinamitar pontes e estradas; aterrorizar cerca de 50 milhões de colombianos, que espantados assistem a aplicação do “processo de paz”, imposto por meio do engano e manipulação do ex-presidente Santos, ao conceder aos guerrilheiros espaços de impunidade para os protestos ilegais como o atual.

Tal situação paralisa cinco departamentos colombianos nos quais já há falta de comida, de suprimentos médicos urgentes, de combustíveis e muitas outras necessidades básicas. Até quando? Ninguém sabe… Há muitas questões óbvias em meio à emergência que estão sem resposta. Onde está o presidente? E os ministros? E a polícia? E o exército?

Não vemos as autoridades legítimas atenderem o clamor dos milhões de afetados, pois impedidos de ir a suas propriedades, levar seus produtos agrícolas para alimentar a população colombiana, exercer o seu direito ao trabalho, à mobilização, ao comércio, à indústria, educação, saúde e vida. Tudo isso desapareceu do horizonte dos direitos dos cidadãos para que seja imposta a ditadura das minorias subversivas.

Se existe algum exemplo atual de violação dos direitos humanos é este que estamos testemunhando. No entanto, aqueles que pregam tanto a defesa desses direitos, agora ficam em silêncio. Para essas pessoas perversas, os direitos humanos nada mais são do que um instrumento de guerra em favor da revolução marxista.

Enquanto as pessoas estão morrendo de fome nos paraísos comunistas, eles só querem destruir a economia de livre mercado que produz riqueza, e também torna possível a generosa ajuda que salva muitas vidas mesmo nos países comunistas.

Mas não apenas os comunistas hipócritas se calam. Muitos líderes religiosos e empresariais também estão calados e intimidados. Os bispos, os líderes dos sindicatos, os políticos, pouco ou nada dizem sobre isso. E devido a esse silêncio, as chamas se espalham e o perigo apenas aumenta.

Colômbia! Acorde! Esta é a paz mentirosa que nos prometeram! Votamos contra isto no referendo, elegemos Duque presidente para nos salvar dessa tragédia e, apesar de tudo isso, contra a nossa vontade, arrastam-nos para o cadafalso do socialismo. É para lá que eles estão nos levando!

(*) O autor é diretor da Sociedad Colombiana de Tradición y Acción. Matéria traduzida do original castelhano por Paulo Henrique Chaves.

Projetos bem intencionados mas com falhas

Publicado em: 17-04-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, Desarmamento, DIREITO DE PROPRIEDADE, Legítima Defesa, PLD em Foco, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL

0

PLD em Foco

Coronel Paes de Lira comenta

Projetos bem intencionados mas com falhas

Notre Dame de Paris em chamas

Publicado em: 17-04-2019 | Por: bidueira | Em: Ambientes, Costumes, Esquerda católica, Família, Perigo Islâmico, Perseguição religiosa, Tradições

0

Notre Dame de Paris em chamas