Matérias em Destaque

Ficar doidão Ficar doidão Péricles Capanema  Franklin Martins não é um petista qualquer. Entre outras posições, foi alto funcionário das Organizações Globo e ministro de Lula (Comunicações). Na juventude,...

Leia mais...

Marina Silva, adolescente, defendeu-se com arma de... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Marina Silva, adolescente, defendeu-se com arma de fogo; hoje, nega-nos esse mesmo direito. https://www.youtube.com/watch?v=CYfwvrSXA_M&feature=em-uploademail

Leia mais...

Despedida do Chefe da Junta de Chefes de Estado-Maior... Texto para profunda reflexão: discurso de passagem para a reserva do General Joseph F. Dunford Jr., Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos. Postado originalmente pelo Cel Marco Balbi. Tradução:...

Leia mais...

CINZAS QUE CHORAM Paulo Roberto Campos - ABIM 2 de setembro de 2018 — mais um dia trágico de nossa História! Um incêndio muito simbólico reduziu a cinzas o Palácio de São Cristóvão, na Quinta da Boa Vista....

Leia mais...

Campanha presidencial do PSDB/Centrão na TV mostrar-se-á,... PLD em Foco Coronel Paes de Lira comenta Campanha presidencial do PSDB/Centrão na TV mostrar-se-á, de cara, torpemente desarmamentista https://www.youtube.com/watch?v=FZulrRvsels&feature=em-uploademail  

Leia mais...

  • Anterior
  • Proximo

Inversão de valores, canalhice, incoerência ou tudo isso?

Publicado em: 30-04-2017 | Por: bidueira | Em: PT, Segurança Pública, SITUAÇÃO NACIONAL, Terrorismo

0

Inversão de valores, canalhice, incoerência ou tudo isso?
 
Caros amigos
 
Chama a atenção, até dos mais alienados, os absurdos que temos assistido nos últimos dias.
 
Começamos pelo fato de que o “produto” mais raro e procurado no Brasil, particularmente por um contingente de 14 milhões de pessoas, é o “emprego”. No entanto, os sindicatos e centrais sindicais, em um momento em que a oferta é de mão de obra, impedem os que ainda estão empregados de ir para o trabalho e, para isso, fazem baderna, vandalismo, agridem trabalhadores e policiais, põem fogo nas ruas e incendeiam ônibus! Como qualificar essa atitude? Inversão de valores, canalhice, incoerência ou tudo isso?
 
Na mesma toada, sem considerar as consequências à Segurança Pública e à Defesa do Estado, vem a “Lei da Imigração”, abrindo as fronteiras para uma multidão de estrangeiros de todas as origens, estranhos aos nossos costumes e crenças, que aqui chegarão atraídos pela mesma falsidade dos direitos impossíveis prometidos pelo governo de um país quebrado e empenhado em “controle de gastos”. Ninguém tem dúvida de que essa abertura aumentará, de imediato, as despesas públicas e a multidão dos sem trabalho, multiplicando os já graves problemas nacionais!
 
Paralelamente, no Congresso, transformado em “Sindicato de Ladrões” e posto a nu pela operação Lava jato, discute-se leis, propostas e recursos de auto proteção, como “lista fechada”, “abuso de autoridade” e “foro privilegiado”, tudo às escâncaras e ao arrepio da lógica, da legitimidade e da vontade nacional.
 
Neste curso, vêm à tona também outros antigos absurdos dos nossos maus costumes, como a idolatria a bandidos tipo Virgulino Lampião e Lula da Silva, este último, responsável maior pelo roubo generalizado aos cofres públicos e que levou o País à bancarrota e milhões de brasileiros ao desemprego. Mesmo desmascarado e em vias de ir para a cadeia, Lula ainda consegue mobilizar milhares de “viúvas desavergonhadas” que alimentam a esperança de voltar a usufruir das sobras do butim e que se propõem a votar mais uma vez no ladrão!
 
Encerro esta lista, sem a mínima pretensão de esgota-la, com mais uma obra do nosso emérito Ministro Gilmar Mendes, para quem os crimes do empresário Eike Batista – que envolvem a soma de 52 milhões de Reais, apenas com o comparsa Sérgio Cabral -, devido a um “lapso temporal considerável” e à não adoção de “ulterior conduta para encobrir provas”, não são motivos suficientes para mantê-lo preso, ou seja, corrupção e lavagem de dinheiro, por si só, não servem de fundamento para mantê-lo na prisão, donde, olhando para os “presos comuns”, recolhidos às imundas e superlotadas prisões brasileiras, podemos concluir que se ele tivesse roubado uma galinha não teria direito à soltura!
 
Só resta repetir a pergunta: Inversão de valores, canalhice, incoerência ou tudo isso?
 
Gen Bda Paulo Chagas

Deixe um Comentário!